Especialista diz que escola não mudou

iG Minas Gerais |

São Paulo. Para a especialista em violência escolar Miriam Abramovay, a percepção de insegurança na sociedade se repete dentro da sala de aula. “Tivemos uma democratização muito grande do ensino, mas a escola não mudou para receber uma população que ela não recebia antes”, afirma a pesquisadora da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso).

A formação de professores para entender o universo dos alunos, de acordo com Miriam, é uma solução. “Mas se pensam apenas medidas punitivas, repressivas”, critica. Outra saída é dar mais voz às crianças e adolescentes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave