Torcida pede escalação de time misto contra o Goiás e foco no clássico

Como o caneco nacional está praticamente garantido, os cruzeirenses pedem para que o técnico Marcelo Oliveira poupe os principais jogadores

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Cruzeiro conta com apoio da torcida para seguir invicto no Mineirão
Juliana Flister/Vipcomm
Cruzeiro conta com apoio da torcida para seguir invicto no Mineirão

A torcida do Cruzeiro está eufórica com a iminência da conquista do título Brasileiro. Uma vitória simples contra o Goiás, no domingo, garante o tetra para a equipe estrelada. Como o caneco está praticamente garantido, os cruzeirenses pedem para que o técnico Marcelo Oliveira poupe os principais jogadores, já pensando no jogo de volta contra o Atlético, quarta-feira, no Mineirão, pela decisão da Copa do Brasil.

Como perdeu a primeira partida por 2 a 0, a equipe celeste precisa vencer por três gols de diferença para ficar com a taça. “O Marcelo Oliveira pode poupar alguns jogadores. Eles podem ficar no banco e entrar caso seja preciso. Mas ele deve poupar porque o Cruzeiro tem elenco pra isso”, declarou o técnico de segurança do trabalho Wanderson José da Silva, 34.

O empresário Carlos Eduardo Silva, 25, acredita que o time reserva dá conta de garantir o triunfo contra o Goiás. “Alguns jogadores devem ser poupados domingo. Até porque o nosso time reserva é muito forte e a força que o Cruzeiro tem no Mineirão é muito grande. Dá para ganhar do Goiás com o time misto”, disse.

Como a Raposa precisa reverter a vantagem de gols obtida pelo Atlético no primeiro jogo, o empresário Sebastião Gomes, 42, considera que os principais jogadores de ataque precisam descansar para entrar com tudo contra o maior rival. “O Cruzeiro tem que poupar os principais jogadores. O Bruno Rodrigo, por exemplo, que está voltando de lesão, precisa jogar para pegar ritmo. O Egídio, que ficou uns dias parado, também está descansado. Mas o Willian, o Everton Ribeiro, o Ricardo Goulart e o Marcelo Moreno devem ser poupados. Eles terão que correr bastante no clássico porque o Cruzeiro precisa de gols. Com o time misto a gente consegue vencer o Goiás”, analisou.   

Leia tudo sobre: cruzeiroraposacampeonato brasileirotorcida