Ex-premiê é detido em Portugal por crimes de fraude fiscal

Detenção de José Sócrates foi feita quando ele chegava ao aeroporto de Lisboa; é a 1ª vez na história da democracia portuguesa que um ex-primeiro ministro é detido para interrogatório judicial

iG Minas Gerais | Da redação |

O ex-primeiro ministro português José Sócrates foi detido nesta sexta-feira (22) no âmbito de um processo no qual foram investigados crimes de fraude fiscal, informou, em nota, a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Portugal. É a primeira vez na história da democracia portuguesa que um ex-primeiro ministro é detido para interrogatório judicial.

Segundo fontes policiais, a detenção foi feita quando Sócrates chegava ao aeroporto de Lisboa. Além dele, outras três pessoas já tinham sido detidas em diligências feitas nos últimos dias, relatou a PGR.

O inquérito, que está sendo feito no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), incide sobre suspeitas de crimes de fraude fiscal, lavagem de dinheiro e corrupção.

Os outros detidos foram levados a um juiz de instrução criminal na sexta-feira (21) e os interrogatórios prosseguem neste sábado (22), quando Sócrates será levado a depor.

O inquérito investiga operações bancárias, movimentos e transferências de dinheiro injustificados, pormenorizou a Procuradoria.

Agência Brasil