Empresa reclama de prejuízos

iG Minas Gerais |

São Paulo. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai analisar nas próximas semanas um pedido da Santo Antônio Energia para recompor prejuízos causados pela cheia histórica do Rio Madeira. O argumento da empresa é que, ao atender ao pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para reduzir o nível do reservatório, a estrutura que desvia os troncos do rio para um vertedouro próprio se rompeu e comprometeu o rendimento das turbinas.

Uma das característica do Rio Madeira é que no período de chuvas o nível de água sobe e arrasta por todo seu curso grandes quantidade de troncos e resto de madeira.

Por causa disso, as hidrelétricas existentes no rio tiveram de construir grandes estruturas formadas por boias e grades de ferro, para desviar os materiais por um canal específico. Quando foi diminuído o volume de água no reservatório em fevereiro deste ano, essas estruturas foram danificadas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave