Vice-presidente da Camargo Corrêa é hospitalizado na noite desta sexta

Segundo a assessoria do Hospital Santa Cruz, onde foi internado, Eduardo Leite teve uma crise de hipertensão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Hermelino Leite, um dos presos da Operação Lava Jato, passou mal no início da noite desta sexta-feira (21) e foi internado em um hospital privado de Curitiba. O executivo é um dos 13 presos na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, investigado por suspeita de participação em um esquema de fraude em licitações na Petrobras.

Segundo a assessoria do Hospital Santa Cruz, onde foi internado, Eduardo Leite teve uma crise de hipertensão, foi medicado e aguardava o efeito da medicação para ser submetido a exames. Ainda de acordo com a assessoria da unidade, seu estado é considerado estável, e um boletim médico deverá ser divulgado na manhã deste sábado (22).

O hospital não soube informar se o executivo já tinha histórico de hipertensão. Reportagem da Folha de S.Paulo revelou que Eduardo Leite é citado pelo doleiro Alberto Youssef em conversas e mensagens interceptadas na Operação Lava Jato. Pelo teor das mensagens, o vice-presidente da Camargo Corrêa seria um dos executivos mais próximos do doleiro - Youssef refere-se a Leite como "leitoso" e reclama de "atrasos" de pagamentos da empreiteira.

Dentre os 25 alvos da operação que tiveram prisão decretada na última sexta, apenas Adarico Negromonte Filho, irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA) está foragido. Outros 11 presos foram liberados após prestar depoimento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave