Falso cardeal é preso em manifestação na av. Paulista

Alemão, de 70 anos, chegou a celebrar algumas orações com fiéis paulistanos; era sempre visto com túnica, estola e uma Bíblia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um falso arcebispo que participava de uma manifestação na avenida Paulista foi detido pela Polícia Civil de São Paulo na tarde desta quinta-feira (20).

No último dia 7, o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer, enviou um comunicado alertando padres e religiosos sobre as tentativas do homem em se passar por membro da igreja. O falso religioso chegou a celebrar algumas orações com fiéis paulistanos. Era sempre visto com túnica, estola e uma Bíblia.

"Sobre o falso monge/padre/bispo/cardeal, [...] Infelizmente, mais uma vez devo chamar a atenção para um falso "eclesiástico" em circulação pela cidade de São Paulo", diz d. Odilo, no comunicado. Na carta, o arcebispo diz que o homem se chama Wolfgang Schuler, é alemão e tem 70 anos.

Dom Odilo afirma que o homem já tentou se passar por "monge cartuxo", "visitador apostólico" e bispo da cidade alemã Osnabrück. Para este último, usou a identidade de dom Franz-Josef Bode -mesmo nome do real bispo de Osnabrück.

No comunicado, o arcebispo de São Paulo diz: "nossa preocupação é impedir que ele continue com esses abusos e defender o povo, para que não seja enganado mais uma vez". Ainda pede para que os religiosos, caso vissem Schuler, chamassem a polícia.

A prisão de Schuler, que ocorreu durante o ato do Dia da Consciência Negra, foi revelada pelo jornal "O Estado de S. Paulo". O falso religioso foi levado à Polícia Federal, onde prestava depoimento na tarde desta sexta-feira (21).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave