A vida num trailer

Nova mania vintage dos americanos é comprar e reformar essas “casas sobre rodas”

iG Minas Gerais | Steven Kurutz |

Barato>Bellwood foi comprado por US$ 3.500
Matthew Millman/The New York Times
Barato>Bellwood foi comprado por US$ 3.500
Sentada em um pequeno quarto com paredes revestidas de madeira cor de mel em uma tarde chuvosa, Kelle Arvay tem um olhar de felicidade profunda. “É difícil descrever a sensação de estar aqui dentro. É confortável”, diz.    Ela se refere a seu pequeno refúgio doméstico: um trailer de viagem Bellwood 1955 que, com cerca de quatro metros de comprimento, fica em uma garagem no quintal. Seu casco de alumínio arredondado exibe a elegância e a robustez do design de meados do século passado.    Arvay comprou o Bellwood por US$ 3.500. Seu interesse em trailers começou há seis anos, quando adquiriu um Shasta Compact 1968.    Não demorou muito para começar a comprar mais trailers para reformar e decorar (e, às vezes, vender), além de contar tudo em seu blog, o littlevintagetrailer.com. Pessoas com o mesmo entusiasmo por trailers escreveram para fazer perguntas ou dividir histórias e publicar anúncios de modelos que estavam vendendo e uma comunidade acabou sendo formada. Assim, Arvay foi uma das primeiras a entrar no que ultimamente se transformou numa verdadeira moda dos trailers de viagem.   Hoje, blogs de design estão cheios de fotos de trailers antigos brilhando ao sol, decorados em estilos que vão do chique moderno ao retrô kitsch. No Pinterest, um em particular, um Sprite 1957, pintado de verde e branco e fotografado em um jardim inglês, atingiu o status de objeto dos sonhos e apareceu nos painéis online de dezenas de usuários.   

Leia tudo sobre: vidatrailercasa sobre rodas