Sueco foragido da Interpol por pedofilia é preso em Ipatinga

Frank Sten morava em Ipatinga há 5 anos e era dono de uma lan house na cidade; ele usava um nome falso e tinha um relacionamento com uma brasileira

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Sten estava sendo procurado desde 2008
Interpol/Reprodução
Sten estava sendo procurado desde 2008

Um sueco que estava sendo procurado pela Interpol desde 2008 foi preso na noite dessa quinta-feira (20), em Ipatinga, no Vale do Aço. Frank Hans Robert Sten, de 51 anos, foi condenado por pedofilia na Suécia.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Manhães, a polícia chegou até ele depois de receber a informação de que um estrangeiro procurado pela Interpol estava na cidade. Após diligências, foi feita a abordagem ao suspeito que se apresentou como Humberto Cornelio Liung e mostrou uma carteira de habilitação falsa aos policiais. "Havia divergência do do nome dele, do pai dele e da data de nascimento”, disse o delegado. Segundo Manhães, Sten foi questionado sobre a origem do documento e acabou confessando sua verdadeira identidade.

Ele foi preso em flagrante por apresentar documentação falsa e está detido no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Ipatinga. O delegado pediu a prisão preventiva do suspeito.

Segundo Manhães, Sten vive em Ipatinga há 5 anos, é dono de uma lan house no centro da cidade e tem união estável com uma brasileira. Ela foi ouvida pela polícia e contou que descobriu a história do companheiro há cerca de um mês.

O inquérito que vai apurar o envolvimento de Sten com pedofilia no Brasil e definir os crimes pelos quais ele será autuado deve ser concluído em 10 dias. “A gente vai analisar a documentação e também um notebook que ele usa, para só aí determinar se tem alguma imagem de pedofilia ali”, disse o delegado. Sten pode ficar preso no Brasil pelos delitos cometidos em Ipatinga e, depois, deve ser extraditado para a Suécia para cumprir a pena por pedofilia.

Leia tudo sobre: interpolforagidoipatinga