Muricy vê título distante e pretende escalar time misto contra Santos

Treinador admitiu que a equipe tricolor está no limite do condicionamento físico e por isso precisará poupar jogadores

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Treinador criticou a postura do time em não definir a partida e deixar o Coxa virar o jogo
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Treinador criticou a postura do time em não definir a partida e deixar o Coxa virar o jogo

A vitória do Cruzeiro sobre o Grêmio, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira deixou o time do São Paulo bem chateado. A equipe tricolor esperava por um tropeços dos mineiros, para continuar brigando pelo título Brasileiro. E o treinador Muricy Ramalho admitiu – durante o retorno da equipe a São Paulo, após perder por 1 a 0 para o Atlético Nacional-COL, pela semifinal da Copa Sul-Americana, que a conquista do Brasileirão está distante, já que agora o Cruzeiro distanciou em sete pontos e faltam apenas três rodadas para o fim da competição.

“O Cruzeiro é um time que erra pouco e se preparou para isso. Nós fomos formando o time dentro da competição, mas pelo estado que estávamos ano passado, já está bom demais”, admitiu o comandante.

Diante da nova situação, é bem provável que Muricy escale um time misto no clássico com o Santos, no próximo domingo, às 17h, na Arena Pantanal. Os jogadores do São Paulo voltaram bem desgastados do duelo com os colombianos e a equipe precisará correr muito em campo no jogo de volta, na quarta-feira (26/11), no Morumbi, para garantir a classificação à final do torneio sul-americano.

“Estamos tendo problemas de excesso de jogos. Estamos no limite. Qualquer resultado que o Cruzeiro tivesse, a gente iria ter de mesclar o time porque os jogadores já deram o que tinham que dar. Vamos conversar com eles para ver quem está em condições de jogo”, ressaltou Ramalho.

O Cruzeiro poderá conquistar o seu tetracampeonato brasileiro se vencer o Goiás, no domingo, no Mineirão ou se o São Paulo tropeçar no jogo contra os santistas em Cuiabá.