Felipão reclama muito de arbitragem mas não tira mérito do Cruzeiro

Treinador afirmou que os jogadores da Raposa deveriam ter levado mais cartões amarelos durante a partida

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O árbitro Vinícius Furlan registrou na súmula os xingamentos de Felipão após o jogo
Lucas Uebel/ Divulgação Grêmio
O árbitro Vinícius Furlan registrou na súmula os xingamentos de Felipão após o jogo

O Grêmio não jogou bem durante o segundo tempo do duelo com o Cruzeiro e acabou sendo derrotado pelo líder, na noite desta quinta-feira, na Arena Grêmio, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. E como de costume, o técnico Felipão xingou bastante a arbitragem durante todo o jogo, e a irritação foi tão grande, que o auxiliar, Flávio Murtosa, foi expulso pelo árbitro Vinícius Furlan (SP). E ao fim da partida, Scolari deixou o campo muito nervoso, gritou com o quarto árbitro, Márcio Coruja e soltou o verbo na coletiva de imprensa.

“Ele não é muito adepto do Grêmio. Perguntei a ele se oito, nove faltas no Dudu não seria antijogo, e ele disse que eu estava faltando com ética. Acho que está na hora de a Federação Gaúcha dar uma observada. Não tem só o Corona (Coruja) para ser quarto árbitro. Tem outros. Nosso banco, ninguém mais quer nem olhar para a cara dele,” disse Scolari na entrevista coletiva depois do jogo.

Para Felipão, o time gaúcho sofreu com muitas faltas e a equipe celeste não foi advertida com cartões amarelos suficientes. Mesmo irritado com o árbitro e os auxiliares, Scolari reconheceu que a vitória cruzeirense veio na bola e nesse sentido, a arbitragem não teve influencia no resultado do jogo.

"Eles ganharam por qualidade, não tem nada a ver com arbitragem. Tivemos grande primeiro tempo e eles tiveram grande segundo tempo. Eles tiveram mais qualidade para concluir. Nós tivemos oportunidade para matar no primeiro tempo e não matamos”, avaliou o técnico.

Súmula – A expulsão do auxiliar gremista, Murtosa e os xingamentos de Felipão ao quarto árbitro foram relatadas na súmula da partida pelo juiz Vinícius Furlan.

“Aos 43 minutos do segundo tempo, expulsei o sr Flávio da Cunha Teixeira, auxiliar técnico do Grêmio, por reclamar com gestos contra a arbitragem. O quarto árbitro sr Márcio C. Brum Coruja, me informou que o sr, citado acima, após ser expulso ao sair proferiu as seguintes palavras: esse "filha da puta" não da cartão. Os fatos narrados a baixo foram presenciados e ouvidos pelos delegados da partida. sr Almir Alves de Mello e Luiz Cunha Martins. Ao término da partida o técnico do grêmio, sr Luiz Felipe Scolari, dirigiu-se até a mesa do delegado da partida e batendo com a mão na mesa, disse: "este quarto árbitro não entra nunca mais aqui". Repetiu a mesma frase na entrada do vestiário dirigindo-se ao quarto árbitro. Ao término da partida o sr, Ivo Ardais Wortmann, preparador físico do Grêmio, dirigiu-se ao delegado da partida, sr Luiz Cunha Martins e disse "arbitragem brasileira e a pior do mundo (sic)".

Felipão e a comissão técnica podem ser denunciados pelo STJD e receber punição. Em outubro deste ano, Scolari foi absolvido pelo tribunal, após ser julgado pela expulsão durante o jogo contra o São Paulo. 

Leia tudo sobre: cruzeirogremiofelipaoarbitragemcampeonato brasileiro35 rodada