Dono da UTC tinha contato com pessoas ligadas a PT e PSDB, diz jornal

Ex-executivo do banco Itaú garantiu que as doações da empresa às campanhas eleitorais foram todas declaradas à Justiça Federal

iG Minas Gerais | Da Redação |

Em depoimento à Polícia Federal (PF), o sócio-proprietário da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, 63, disse que mantinha "contato mais próximo" com arrecadadores de doações para campanhas eleitorais do PT e do PSDB, segundo jornal "Folha de S.Paulo". No caso, do PT, o representante seria o tesoureiro João Vaccari Neto, e do PSDB, seria um emissário conhecido como "doutor Freitas".

O ex-executivo do banco Itaú, Sérgio de Silva Freitas, que atuou na arrecadação de recursos de campanhas políticas tucanas em 2010 e 2014, contou ao jornal que esteve apenas neste ano com o empreiteiro na sede da UTC, e que o objetivo da visita foi levantar fundos para a campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Contudo, Freitas garantiu que as doações da empresa à campanha foram declaradas à Justiça Eleitoral. Em 2014, a UTC doou R$ 2,5 milhões ao comitê tucano e mais R$ 4,1 milhões aos partidos em São Paulo e em Minas Gerais, além dos R$ 400 mil para outros candidatos tucanos, conforme dados da Justiça.

Ao PT, as doações da UTC somaram cerca de R$ 19 milhões. A direção nacional do partido recebeu R$ 10,8 milhões e a campanha de Dilma Rousseff (PT), mais R$ 5 milhões. O restante foi distribuído para outros candidatos da sigla.

Leia tudo sobre: operaçãolava jatoPTPSDBdoaçõesUTC