Obesidade custa R$ 110 bi por ano

Estudo do McKinsey Global Institute mostra que a doença é um problema no orçamento de todo o mundo

iG Minas Gerais | Flávia Denise |

Não há quem ainda duvide que a obesidade seja um problema no Brasil quando os dados mais recentes do Ministério da Saúde indicam que mais da metade dos brasileiros está com excesso de peso e 17,5% são obesos. Porém, ao revelar que a obesidade brasileira custa, por ano, 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) (cerca de R$ 110 bilhões), o estudo do McKinsey Global Institute deixa claro que é necessário uma estratégia para lidar com o problema de saúde pública.  

O cenário não é preocupante somente no Brasil. De acordo com o instituto norte-americano, a obesidade é responsável por até 5% das mortes em todo o mundo e custa R$ 5,2 trilhões, ou 2,8% do PIB mundial. Para calcular o custo dos 2,1 bilhões de obesos de todo o mundo, o instituto levou em consideração gastos com perda de anos de produtividade do indivíduo obeso, custos da obesidade aos sistemas de saúde e o investimento necessário para erradicar o impacto da obesidade.

Soluções. Na hora de apontar possíveis soluções para o problema, a situação continua complexa. “Muito do debate global em torno da questão se tornou polarizado e muitas vezes antagonista. Obesidade é um problema complexo e sistêmico que não tem uma solução simples”, diz o estudo.

Apesar disso, o instituto estudou 74 intervenções ocorridas em 18 lugares de todo o mundo que têm como objetivo reduzir a obesidade. Entre as iniciativas, estavam refeições saudáveis subsidiadas para escolas, rótulos com informações claras sobre calorias, restrições de marketing de comidas e bebidas calóricas e campanhas de saúde pública. As três soluções com o melhor custo-benefício foram: reduzir porções, reformulação de produtos e retirada de itens calóricos das prateleiras.

Parâmetro

A doença. Um dos cálculos para a obesidade indica que ela ocorre quando há um excesso de gordura corporal de 20%, comparado aos níveis desejáveis de peso e altura para cada sexo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave