A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Normalmente, quando o Galão da Massa tem um jogo importante, a gente fica tenso, e a pressão sobe. Mas eu nunca assisti a um jogo com tanta tranquilidade e certeza da vitória como foi contra o urubuzinho medroso, anteontem, no Horto. Logo no começo, quando o nosso time pôs o Flamenguinho na roda com aqueles passes rápidos e precisos, eu soube que os gols eram só uma questão de tempo. A diferença técnica entre as duas equipes era muito grande, e, para completar a dose, o Galo entrou em campo com muita intensidade e vontade de detonar! O resultado não podia ser outro: sacolada nossa, que só não foi maior porque o goleiro deles pegou muito e os nossos jogadores diminuíram o ritmo para evitar maior desgaste. A verdade é que já está ficando usual, mas que é sempre bom massacrar o arrogante Flamenguinho, isso é, sim!

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Fábio, um dos maiores goleiros da história do Cruzeiro, por incrível que pareça, percebo que não é uma unanimidade na torcida celeste. Muitos negam que Fábio seja como Raul e Dida, dois gigantes da nossa história, sem dúvidas. O argumento é que Fábio não se iguala porque Raul e Dida ganharam a Libertadores pelo Cruzeiro. Entretanto, nesse aspecto, há uma contradição enorme. Tostão, Sorín e Alex são ídolos e não têm Libertadores também. Títulos exaltam a história de um grande clube, ídolos nem sempre dependem disso para se eternizar. Não podemos identificar como heróis apenas os que conquistam grandes feitos, nem sempre é assim, isso é uma injustiça. Salve Fábio, herói para uns, apedrejado por outros, mas, certamente e sem sombra de dúvidas, é um eterno ídolo celeste debaixo das traves!

Avacoelhada

Apesar do abalo causado pela possibilidade de perder 21 pontos, das derrotas no Independência para Boa e Bragantino, e a confirmação da perda dos seis pontos, os jogadores voltaram a demonstrar alto comprometimento para buscar o acesso. Gerenciados por Flávio Lopes, comandados por Givanildo e Cláudio Prates, os atletas jogaram motivados, com bastante espírito de equipe. Mesmo com a derrota para o ABC, os empates com o Atlético-GO e o Icasa e sem apresentar futebol encantador na maioria dos jogos, o índice de aproveitamento está acima dos 70%. Mas a luta continua. Faltam duas vitórias e a combinação de resultados. Torcedores vão marcar presença contra a Ponte Preta. Caravana Onda Verde, aerovana do Tafurinho e americanos de São Paulo estarão em Campinas. Seu Ronaldo Rex, que presenciou a vitória sobre o Luverdense, vai comparecer.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave