Obrigatoriamente jovem

iG Minas Gerais | Lygia Calil |

No D’Artagnan, o cordeiro é servido em costeletas pequenas e delicadas
leo fontes
No D’Artagnan, o cordeiro é servido em costeletas pequenas e delicadas

Um caso à parte entre as carnes jovens é o cordeiro. Ele deve ser obrigatoriamente jovem, pois a partir dos dez meses de idade, passa a ser chamado de carneiro e não tem a carne tão apreciada.

Segundo o gerente da churrascaria Fogo de Chão, Gilmar Pazelkiewitz, quanto mais jovem, melhor a carne do animal. “Os mais velhos começam a ficar rançosos. O ideal é o cordeiro com seis meses de idade, que tem pouca gordura e é muito saboroso”, diz. Na casa, ele é temperado com vinho branco e sal antes de ir para a brasa.

Já no D’Artagnan, antes de ir ao fogo, a costeleta recebe só sal e pimenta-do reino.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave