Ao cabrito, vinho e frescor

iG Minas Gerais | Lygia Calil |

Com sabor suave,  a carne de cabrito do Patuscada é temperada com alecrim e tomilho
FERNANDA CARVALHO
Com sabor suave, a carne de cabrito do Patuscada é temperada com alecrim e tomilho

A carne de cabrito é incomum, mas faz sucesso no menu do restaurante Patuscada. O segredo, segundo o chef Clóvis Vianna, é a idade do animal: em geral, até três meses de vida. “Quanto mais jovem, mais suave é o aroma. A textura é mais gostosa, mais tenra e mais ‘molhadinha’, o que faz toda a diferença no prato”, diz ele.

Para combinar com a delicadeza, ele usa vinho branco seco para fazer um molho da própria carne e completa com ervas provençais. “A carne jovem combina muito com temperos frescos, como alecrim e tomilho”, avalia. No preparo, diz tomar cuidado redobrado, porque é fácil que a carne passe do ponto. “É preciso tomar conta mais de perto, porque cozinha muito rápido”, afirma.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave