Bill Cosby se irrita com perguntas sobre acusações de estupro

Ator aparece fazendo pedido de que trecho com perguntas sobre caso não fosse ao ar e argumentando que não imaginava que seria questionado sobre o tema

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em vídeo, ator Bill Cosby se irrita com perguntas sobre acusações de estupro
Jacquelyn Martin/associated press
Em vídeo, ator Bill Cosby se irrita com perguntas sobre acusações de estupro

 Um vídeo gravado no início deste mês, em que o ator americano Bill Cosby, 77, se recusa a responder questões sobre acusações de ter violentado mulheres, foi divulgado nesta quarta (19) pela Associated Press. As primeiras acusações datam de três décadas e voltaram à tona nos últimos dias, quando o humorista Hannibal Buress chamou Cosby de estuprador na TV e mais duas mulheres fizeram denúncias publicamente.

A entrevista da Associated Press foi gravada no último dia 6. Ao final, Cosby aparece fazendo o pedido de que o trecho com as perguntas sobre o caso não fosse ao ar e argumentando que não imaginava que seria questionado sobre o tema. Com sua mulher, Camille, ao lado, ele inicialmente disse não ter "nada a declarar" sobre as acusações. Ante a insistência do repórter, demonstrou irritação, apenas repetindo a resposta.

Ao final da entrevista, mas com a câmera ainda ligada, Cosby pediu: "Pode me garantir uma coisa? Que nada disso seja mostrado? Eu apreciaria se isso fosse cortado."

A Associated Press decidiu divulgar o trecho duas semanas depois, após a ocorrência das novas acusações.

Novas denúncias

Na terça (18), a modelo Janice Dickinson disse no programa "Entertainment Tonight", do canal CBS, ter sido estuprada por ele em 1982, quando negociava uma participação no programa "The Cosby Show".

"Ele me deu vinho e umas pílulas. Na manhã seguinte eu acordei e não estava usando meu pijama. E lembro que, antes de desmaiar, tinha sido estuprada por este homem", disse a modelo. Em carta enviada ao site "The Wrap", o advogado do comediante respondeu que a acusação é "uma mentira ultrajante e difamatória".

Depois da divulgação do vídeo da Associated Press, nesta quinta (20), uma sétima mulher acusou o ator de estupro. A americana Therese Serignese deu uma entrevista a um programa de TV da Flórida, onde vive, informando que foi drogada e violentada pelo ator em 1976, quando tinha 19 anos.

Segundo ela, Cosby a convidou para assistir ao seu show, e, depois, lhe deu três grandes pílulas brancas, que ela alegou não ter se sentido em condições de recusar.

"[Ele era] uma figura de autoridade, um homem mais velho --20 anos mais velho que eu-- bem, acabei tomando [as pílulas]. Não sabia o que eram, nem sequer perguntei. Eu estava tão intimidada. Minha memória seguinte é de me sentir drogada e perceber que ele estava fazendo sexo comigo."

Cancelamentos

Recentemente, após as acusações voltarem à tona, o canal NBC cancelou um acordo para um novo programa com o humorista, e o serviço de TV sob demanda Netflix decidiu adiar a exibição de um show inédito de stand-up, que ficaria disponível na plataforma a partir do dia 27.

Cosby, que nunca foi processado oficialmente pelas acusações, não responde a perguntas sobre o caso, e cancelou sua participação nos programas "The Queen Latifah Show" e o "Late Show With David Letterman". Em entrevistas dadas no passado, ele negou as acusações.

Veterano do stand-up comedy, ele ficou conhecido a partir dos anos 1960 pela atuação na série de espionagem "I Spy". Em 1985 e 86, Cosby venceu o Globo de Ouro de melhor ator em séries de TV.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave