"Perdi um irmão", diz Lula sobre Márcio Thomaz

No hall principal da Assembleia Legislativa de São Paulo, ex-presidente se ofereceu para dizer algumas palavras ao lado da viúva, Maria Eleonor, e da filha do advogado, Marcela

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

"Perdi um irmão." O desabafo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi feito durante um rápido discurso para os familiares e amigos de seu ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, nesta quinta-feira (20), em São Paulo. "Eu nunca o vi perder o bom senso e o equilíbrio. Ele dava o tom de calmaria nas reuniões ministeriais", disse o petista durante o velório.

Lula chegou às 17h20 ao hall principal da Assembleia Legislativa de São Paulo, onde acontece a cerimônia, no momento em que um padre rezava a missa de corpo presente. Foi então que o ex-presidente se ofereceu para dizer algumas palavras ao lado da viúva, Maria Eleonor, e da filha do advogado, Marcela.

"Quando ele saiu do Ministério da Justiça (2003-2007), disse para ele não se filiar a nenhum partido. 'Você é maior do que qualquer partido'", lembrou Lula. "Mas ele disse que queria parar para descansar e eu falei: 'agora você vai trabalhar é mais'". O ex-presidente chamou Thomaz Bastos de "o advogado dos advogados" e afirmou que "sua passagem pela Terra valeu a pena".

Bastante aplaudido, Lula terminou dizendo: "Márcio, nós te devemos. Se Deus te chamou, é porque quer que você descanse. Descanse em paz. Você merece". Na última terça-feira (18), Lula visitou Thomaz Bastos no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, onde o advogado estava internado.

Segundo aliados, o ex-presidente estava otimista e chegou a dizer que acreditava na recuperação do amigo. Assim como a presidente Dilma Rousseff, Lula preferiu não dar nenhuma declaração pública.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave