De olho na Sul-Americana, Muricy admite time misto contra o Santos

Tricolor paulista perdeu o primeiro jogo das semifinais da competição continental por 1 a 0, diante do Atlético Nacional-COL

iG Minas Gerais | FOLHAPRES |

Rogério segue prestigiado com Muricy Ramalho no comando tricolor
SITE OFICIAL/REPRODUÇÃO
Rogério segue prestigiado com Muricy Ramalho no comando tricolor

Mesmo ainda com chances de conquistar o título do Campeonato Brasileiro, o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, admitiu poupar alguns jogadores considerados titulares para o duelo contra o Santos, marcado para domingo (23), na Arena Pantanal, em Cuiabá.

 

"Temos de ver o momento. É jogo com viagem, é outra coisa. São duas viagens, nossa volta e a viagem para Cuiabá. Se fosse em casa poderia arriscar, o problema é o jogo de domingo. Se colocar de novo, não tem chance nenhuma de eles jogarem quarta. Não estamos nos preparando em nada. A prioridade não é nada, é a questão de ser humano", disse Muricy Ramalho após a derrota do São Paulo para o Atlético Nacional por 1 a 0, em Medellín, na primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana.

"Estamos levando no limite. Estamos judiando deles [dos jogadores]. Agora temos de dar uma parada mesmo, porque senão não vamos recuperar para o jogo de quarta-feira. Estamos perdendo jogadores por trauma, por incrível que pareça nossa parte muscular está ótima", acrescentou citando o jogo da volta, que será realizado no próximo dia 26, no Morumbi.

O São Paulo é o segundo colocado no Campeonato Brasileiro com 66 pontos, contra 70 do líder Cruzeiro, que tem um jogo a menos. O time mineiro enfrenta o Grêmio nesta quinta-feira (20), fora de casa.

Sobre o jogo de volta contra o Atlético Nacional, Muricy afirmou que a vantagem do rival é reversível. O São Paulo precisa vencer por dois gols de diferença para avançar a final. Se ganhar por 1 a 0, o classificado será conhecido nos pênaltis.

"Não dá para lamentar, porque eles tiveram muito mais força, estava claro. Mas acho que é reversível em casa", completou.