Fundos oferecem € 7,5 bilhões pela Portugal Telecom

Caso a proposta seja aceita pela Oi, a transferência dos ativos poderia ser concluída em um mês, no máximo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Os fundos de investimento Apax e Bain Capital enviaram na quarta-feira (19) uma nova proposta à Oi pela compra da operadora Portugal Telecom (PT). A nova oferta é de 7,57 bilhões de euros (R$ 24,5 bilhões, na cotação desta quinta), 500 milhões de euros a mais (R$ 1,6 bilhão).

De acordo com a carta, a proposta será válida até o dia 28/11 e, segundo apurou a reportagem, já existe consenso entre os acionistas dos fundos para que o negócio seja aprovado. Caso a proposta seja aceita pela Oi, a transferência dos ativos poderia ser concluída em um mês, no máximo.

A Oi também tem na mesa uma oferta da francesa Altice de 7 bilhões de euros e estava negociando para melhorar as duas ofertas. A operadora tem pressa para concretizar a venda. Com esse dinheiro a Oi pretende reduzir seu endividamento e, assim, preparar uma oferta de compra da TIM junto com Vivo e Claro.

As três empresas fatiariam a TIM na seguinte proporção: Claro (40%), Vivo (32%) e Oi (28%). A Telecom Italia, dona da TIM, não quer vender a operadora, a "galinha dos ovos de ouro" da operadora italiana. Mas, dependendo do "valor do cheque", colocará a proposta sob análise dos acionistas.

Os italianos consideram a possibilidade de fusão entre a TIM e a Oi, desde que possam abrir todas as gavetas da operadora brasileira -conhecida no mercado por incorporar "surpresas desagradáveis".

Na compra da Brasil Telecom, descobriu uma dívida de R$ 1,2 bilhão. Na fusão com a Portugal Telecom, surgiu um "empréstimo" de quase 900 milhões de euros feitos à Rio Forte, uma empresa do Grupo Espírito Santo, sócio da PT.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave