Caso Kléber: Galo não se preocupa com prazo para receber indenização

Clube alvinegro vai receber cerca de R$ 5 milhões por conta de imbróglio envolvendo o Marítimo-POR

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

PAULO DUARTE/ASSOCIATED PRESS
undefined

O Atlético segue na espera para receber o dinheiro do Marítimo-POR como consequência do fim do 'Caso Kléber', mas informou que não se preocupa com o prazo deste pagamento. Nesta semana o Galo recebeu uma decisão favorável junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra os portugueses no valor de 1,55 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões).

De acordo com o diretor jurídico do Galo, Lásaro Cândido da Cunha, o prazo para o pagamento está nas mãos da Fifa que ainda não divulgou nada sobre esta questão.

“A Fifa ainda vai firmar esse prazo de 30 dias, mas isso não tem problema pois o clube vai pagar; eles têm patrimônio para isso”, explicou o dirigente.

Entenda o caso

Formado nas categorias de base do Atlético, Kléber foi emprestado ao clube da Ilha da Madeira em 2009 com contrato de duas temporadas. Neste acordo, o jogador teria de ser liberado caso uma proposta vantajosa que não pudesse ser coberta pelo Marítimo chegasse ao Galo. Mesmo com uma oferta do Porto 2,3 milhões de euros pelo atacante em 2010, os Leões da Madeira decidiram não liberá-lo dizendo que teriam de receber uma compensação financeira de quase 500 mil euros. Kléber então continuou atuando pelo Marítimo e só foi vendido ao Porto no ano seguinte. O Atlético acabou acionando a justiça desportiva internacional e chegou a ter parecer favorável junto à Fifa no valor de 2,25 milhão (aproximadamente R$ 7 milhões), mas o clube português recorreu ao CAS. Atualmente, Kléber pertence ao Porto e está emprestado ao Estoril, também de Portugal.

Leia tudo sobre: atleticogalofutebolkleber