BHTRans vai trocar placas com valor do troco máximo em ônibus

Valores apresentados nos adesivos afixados nos coletivos estava defasado desde que as passagens ultrapassaram o valor de R$ 2,00

iG Minas Gerais | DA REDAÇÂO |

As placas que informam o valor máximo do troco nos ônibus de Belo Horizonte serão substituídas pela BHTrans até o dia primeiro de dezembro, prazo máximo para que os adesivos estejam confeccionados e afixados. Com isso as antigas placas de "Troco máximo R$20" devem ser substituídas pela novas informações, com o valor de R$50.

As substituições dos informes de "troco máximo" foram determinadas depois que o Procon da Assembleia de Minas Gerais divulgou uma nota, explicando que os valores afixados nos coletivos da capital estavam em desacordo com os valores atuais das tarifas.

Na maior parte das linhas a defasagem ocorria desde de 2008, quando o preço das passagens dos ônibus das linhas estruturais passaram de R$ 2,00. Uma lei municipal determina que o valor máximo para ser trocado não poderá ser inferior a pelo menos dez vezes o valor da tarifa da linha.

Em nota a BHTrans informou que há uma orientação aos concessionários do sistema de transporte coletivo de Belo Horizonte que nenhum passageiro seja impedido de realizar a viagem por falta de troco e que por razões de segurança o uso de cédulas menores são incentivadas.

Leia tudo sobre: Placatrocoônibusbelo horizonte