Morre em São Paulo o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos

Atualmente Bastos defendia a Camargo Corrêa e a Odebrecht no escândalo da Lava Jato; ele foi ministro no governo Lula

iG Minas Gerais | Da Redação |

Agência Brasil
undefined

O criminalista e ex-ministro da Justiça Márcio Thomas Bastos morreu, na manhã desta quinta-feira (20), em São Paulo no Hospital Sírio-Libanês. O ex-ministro, de 79 anos, estava internado desde a terça-feira (18), para tratamento de problemas no pulmão, segundo a colunista Mônica Bergamo, da "Folha de S.Paulo". Bastos foi ministro da Justiça no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Atualmente Bastos defendia a Camargo Corrêa e a Odebrecht no escândalo da Lava Jato.

Entre as atuações de destaque de Bastos está a acusação dos assassinos do ativista ambiental Chico Mendes, morto em 1988. Também teve atuação nos julgamentos do jornalista Pimenta Neves, assassino confesso da namorada, Sandra Gomide, em 2000, e na defesa do médico Roger Abdelmassih.

Leia tudo sobre: morteex-ministroMárcio Thomaz Bastoscriminalista