Em vídeo, artistas pedem energia das autoridades

Também ontem, um médico cubano que contraiu ebola durante permanência em Serra Leoa será transferido para Genebra, na Suíça, para receber tratamento

iG Minas Gerais |


O ator Matt Damon é um dos artistas que dividem espaço no vídeo
ONE ACT/ REPRODUCAO / 19/11/2014
O ator Matt Damon é um dos artistas que dividem espaço no vídeo

Brasília. Várias estrelas da música e do cinema, como Bono Vox e Ben Affleck, lançaram uma campanha ontem por uma luta mais enérgica contra a epidemia do ebola, que já deixou mais de 5.000 mortos.  

Em um vídeo em que não se pronuncia uma única palavra, as estrelas olham fixamente para a câmera. Entre as imagens, aparece uma mensagem: “Esperamos tempo demais antes de reagir. Falar não custa nada. É hora de ação”.

Astros de Hollywood como Matt Damon e Morgan Freeman, assim como figuras africanas como a cantora de Benin Angélique Kidjo, a nigeriana Femi Kuti e a congolesa Fally Ipupa também participam na campanha. Em um comunicado que acompanha o vídeo, Kidjo se queixa que os países da África Ocidental, onde a maioria dos 14,5 mil casos de ebola foram registrados, estão mal preparados para epidemia.

Também ontem, um médico cubano que contraiu ebola durante permanência em Serra Leoa será transferido para Genebra, na Suíça, para receber tratamento. O médico é um especialista em medicina interna e integra a Brigada do Contingente Internacional Henry Reeve, que se encontra em Serra Leoa desde outubro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave