A energia das Guloseimas

Cantor, que é autor de vários sucessos, revela sua relação com os doces na hora de escrever

iG Minas Gerais |

 Fred Liel está em carreira solo desde que deixou a parceria com Gustavo
Brasileira Comunicação/Divulgação
Fred Liel está em carreira solo desde que deixou a parceria com Gustavo

Autor de vários sucessos do universo sertanejo, como “Amar Não É Pecado”, carro-chefe da carreira de Luan Santana, Fred Liel vê na gastronomia uma fonte de energia para misturar novos versos e preparar canções saborosas aos ouvidos. “Quando estou escrevendo, gosto de comer um doce. É quase que um ritual de composição”, comenta ele, que ainda é autor de “Sufoco”, interpretada pela dupla João Bosco e Vinícius, “A Bela e o Fera”, que ganhou os tons de Munhoz e Mariano, e ainda de “Jejum de Amor”, interpretada por Gusttavo Lima. As guloseimas, além de serem um recurso saboroso para o processo de criação, estão inteiramente ligadas à carreira de Liel. “Este prato, que ensino para os leitores do Super Notícia, marca o novo momento da minha trajetória, quando decidi seguir com mais liberdade, ter mais autonomia nos meus passos e nas minhas composições”, diz ele, que garante que a receita “representa o novo, com muita musicalidade”. “É por isso que se chama Delícia do Liel”, explica. Paladar O gosto pelos doces surgiu quando o compositor ainda era criança. “A culinária sempre esteve presente na minha vida, desde a infância. Meu avô, senhor Arcanjo foi um grande doceiro em Goiás, me ensinou muito. Nas festas de família, ele fazia questão de preparar um doce especial para reunir todo mundo, conversar e contar histórias”, relembra. O músico ainda recorda uma história engraçada que aconteceu com o prato. “No Natal de 2013, quem preparou o doce deixou que se transformasse em uma pedra. Quando cheguei de um show, tivemos que refazer toda a receita. Com isso, atrasou toda a ceia de Natal”, comenta. Apesar de adorar lidar com as panelas nas horas vagas, o compositor revela que não tem muita familiaridade com a cozinha, mas garante: “Consigo me virar bem”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave