Galo confirma que acionou MP e 'estipula' um valor para o ingresso

Clube alvinegro sugeriu um preço considerado por ele adequado para a realidade da venda de ingressos imposta pelo Cruzeiro aos celestes

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

O Atlético confirmou, nesta noite de quarta-feira, que entrou com uma representação junto ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra o Cruzeiro na polêmica dos ingressos para o clássico de volta da decisão da Copa do Brasil.

O diretor jurídico do clube alvinegro, Lásaro Cândido da Cunha, porém, explica que a ação civil pública proposta pelo MP não necessariamente é consequência da representação feita pelo Galo, sendo que este tipo de pedido pode ser feito por qualquer pessoa que se sinta lesada com o fato.

“Vamos tomar as medidas como tomamos. Fizemos a representação no MP e estamos enviando a medida administrativa. Vamos aguardar”, disse Cândido da Cunha.

“O Atlético não foi à Justiça, ele fez uma representação no MP e tivemos a informação agora à noite que ele (MP) já promoveu a ação civil pública”, explicou o dirigente.

“A qualquer momento essa decisão pode sair. Vamos ver se o regulamento será cumprido ou não”, completou.

Ainda de acordo com o diretor jurídico alvinegro, o Galo sugeriu um preço considerado adequado para a realidade da venda de ingressos imposta pelo Cruzeiro para os torcedores celestes.

“Fazendo um paralelo do lado contrário do estádio é R$ 400. E, suscetivamente, pedimos o máximo dos ingressos a R$ 500, pois é o valor do ingresso vendido. O Cruzeiro cobrou isso e nós comprovamos”, afirmou Cândido da Cunha.

Na bronca. Assim como ao término da reunião da última terça-feira, Lásaro Cândido da Cunha mostrou-se irritado com a postura da diretoria cruzeirense e disse esperar que as regras sejam cumpridas nesta decisão da Copa do Brasil do próximo dia 26.

“A artimanha que o Cruzeiro usou para aumentar o ingresso e não oferecer os 10% foi feita de uma forma bizarra. E ainda é mais grave as ironias feitas depois da reunião, dizendo que pagaria uma pequena 'multinha'”, finalizou.

Leia tudo sobre: atleticogalompcruzeirofinalcopa do brasil