De virada, Sada Cruzeiro bate o Ziober-Maringá e mantém os 100%

No Paraná, equipe perdeu o primeiro set, mas conseguiu a recuperação e segue na ponta

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

douglas magno
undefined

Um verdadeiro líder também deve ter poder de reação. E o Sada Cruzeiro voltou a mostrar força ao bater o Ziober-Maringá-PR por 3 sets a 1 (25/22, 15/25, 23/25 e 17/25). A partida foi disputada no Ginásio Chico Neto, no Paraná. Com a vitória, a Raposa chega a 21 pontos. É o único time invicto na competição. 

 

O técnico Marcelo Mendez elogiou a atuação do time adversário, mas destacou a força do Sada para alcançar mais um triunfo. 

"O time de Maringá jogou muito bem. Trabalhou bem no saque, sobretudo no primeiro set. Custamos a adaptar o jogo deles. Mas quando conseguimos, chegamos à vitória", destacou o argentino.

O ponteiro Filipe foi eleito o melhor jogador em quadra. Na próxima rodada, o Sada Cruzeiro enfrenta Vôlei Canoas-RS, no Ginásio do Riacho, em Contagem. partida será no dia  29 de novembro. 

O jogo. Mesmo abusando dos erros, o primeiro set foi marcado por uma grande recuperação do Sada Cruzeiro. O time mineiro chegou a estar perdendo por 16 a 10 e ainda foi buscar o resultado. Chegou a virar o placar em 20 a 19. Mas os paranaenses ainda tiveram poder de reação e fecharam a parcial em 25 a 22.

Na volta à quadra, o Sada foi para cima dos paranaenses, dominando o jogo. Com saques mais fortes, os mineiros venciam por 8 a 4 no primeiro tempo técnico. Mendez ainda colocou o levantador Fernando em quadra. A Raposa também diminuiu os erros. Já no fim do set, Filipe encaixou um belo ace, que deixou o Sada perto da vitória, com 21 a 13. Com o cubano Leal, o set foi fechado em 25 a 15.

Se o primeiro set de domínio do Ziober-Maringá e o segundo foi do Sada, a tônica do terceiro foi o equilíbrio. Quando a parcial estava 7 a 7, o jogo teve de ser paralisado por causa de uma goteiro no Ginásio Chico Neto. Depois de cerca de dez minutos, a disputa recomeçou. Foi o tempo de mais ponto do time estrelado. Em seguida, nova parada para o tempo técnico e secagem da quadra. Mas as gotas não esfriaram o ímpeto do Sada, que fechou o equilibrado set em 25 a 22.

Na quarta parcial, a Raposa manteve o ritmo forte em quadra. O Maringá, por outro lado, também não deixava barato e dava trabalho. Aos poucos, o líder da Superliga começou a abrir vantagem no marcador. No segundo tempo técnico, o placar já marcava 16 a 11 para o Sada. A vitória veio em um 25 a 17 para o Sada.