Itamaraty condena ataque que deixou cinco mortos em Jerusalém

Em nota, Brasil "reafirma seu apoio à solução de dois Estados, Israel e Palestina, convivendo em paz e segurança, dentro de fronteiras mutuamente acordadas e internacionalmente reconhecidas"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em nota emitida nesta quarta-feira (19), o governo brasileiro condenou "com veemência" o atentado ocorrido na terça em uma sinagoga em Jerusalém Ocidental, que provocou a morte de cinco israelenses.

"Neste momento de pesar e consternação, o povo e o governo brasileiro manifestam a sua solidariedade com as famílias enlutadas", afirma o texto divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

No documento, o Itamaraty diz que o país "reitera a condenação categórica de práticas terroristas, independentemente de motivações de qualquer natureza" e confia "na capacidade das lideranças israelenses e palestinas de reduzir a tensão na região e dar seguimento às negociações de paz".

A nota ressalta que o Brasil "reafirma seu apoio à solução de dois Estados, Israel e Palestina, convivendo em paz e segurança, dentro de fronteiras mutuamente acordadas e internacionalmente reconhecidas".

Em julho deste ano, causou repercussão uma nota em que o governo brasileiro condenava o "uso desproporcional da força" por parte de Israel, sem fazer referência às agressões do grupo radical Hamas.

À época a Confederação Israelita do Brasil (Conib) criticou o posição do país, dizendo que ela evidenciava uma "abordagem unilateral do conflito na faixa de Gaza".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave