Bianchi deixa coma induzido, mas situação ainda é crítica

Bianchi acidentou-se durante o GP do Japão, em Suzuka, no início de outubro

iG Minas Gerais | Folhapress |

A família do francês Jules Bianchi, da Marussia, informou nesta quarta-feira (19) que o piloto deixou o coma induzido e vai continuar o seu tratamento na França.

Bianchi acidentou-se durante o GP do Japão, em Suzuka, no início de outubro, quando perdeu o controle de seu carro sob chuva e chocou-se contra um guindaste que estava na área de escape para retirar o carro de Adrian Sutil, que havia escapado da pista no mesmo local pouco antes.

Segunda a família do piloto, Bianchi ainda está inconsciente e foi transferido na noite de terça-feira (19) do Centro Médico Geral da Província de Mie em Yokkaichi, no Japão, para o Le Centre Hospitalier Universitaire de Nice, na França.

"Quase sete semanas após o acidente de Jules no Circuito de Suzuka, e seguido por um período desafiador de cuidado neurológico intensivo, nós podemos anunciar que Jules deu um passo importante. Jules não está mais em coma artificial no qual ele foi colocado logo após o acidente", disse a família do francês em um comunicado.

"A condição neurológica de Jules continua estável. Ainda que a situação continue sendo séria, e pode permanecer assim, foi decidido que Jules está suficientemente estável para ser repatriado a sua nação, a França", afirmou.

A família comunicou ainda que "ele está respirando sozinho e seus sinais vitais estão estáveis, mas sua condição ainda é classificada como 'crítica'".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave