Gilson dedica gol ao avô, que faleceu no dia do jogo com o Luverdense

Lateral-esquerdo deixou a partida dessa terça-feira reclamando de um incômodo no tornozelo e depende de reavaliação médica

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Gilson disse ontem que se sente em condições de jogar amanhã
UARLEN VALERIO / O TEMPO
Gilson disse ontem que se sente em condições de jogar amanhã

Um dos destaques do América na vitória por 2 a 1 sobre o Luverdense, o lateral-esquerdo Gilson dedicou o gol que marcou ao avó, que faleceu nessa terça-feira. “Foi ele quem me incentivou a jogar futebol”, destacou o jogador, que após a partida reclamou de um incômodo no tornozelo e agora depende de reavaliação médica para saber se poderá enfrentar a Ponte Preta neste sábado, em Campinas.

“Espero que não seja nada de grave e que eu possa estar em campo no próximo sábado para ajudar meus companheiros a conseguir outra vitória”, afirmou Gilson. Apesar de ser lateral-esquerdo de origem, Gilson vem atuando no meio-campo e não tem decepcionado. Em 32 partidas, o jogador já balançou as redes adversárias seis vezes e contribuiu com oito assistências para gol.

O jogo contra a Ponte Preta está marcado para às 16h20, no estádio Moisés Lucarelli. Para esse confronto contra os paulistas, o América terá os retornos do zagueiro Adalberto e do atacante Obina, que cumpriram suspensão automática, mas perdeu o meia Tchô, que foi expulso contra o Luverdense. O técnico Givanildo Oliveira terá apenas dois treinos, nesta quinta e sexta-feira, para acertar a equipe.

Após o treino desta sexta-feira, os jogadores vão almoçar no CT Lanna Drumond e à tarde iniciam a viagem para Campinas. “Infelizmente é assim. Se pudesse pedir para passar o jogo para domingo ou terça-feira, que é dia de partida pela Série B, seria ideal. Mas não podemos. E ainda tem viagem longa. Vamos descansar e pensar no jogo contra a Ponte Preta”, destacou o treinador americano.