Polícia investiga morte de jovem após deixar boate

Técnico de 18 anos se envolveu em briga dentro do estabelecimento e foi retirado por seguranças

iG Minas Gerais | da redação |

Centenas de pessoas foram ontem ao enterro de Matheus Ribeiro
OLAVO PRAZERES/TRIBUNA DE MINAS/ESTADÃO CONTEÚDO
Centenas de pessoas foram ontem ao enterro de Matheus Ribeiro

O laudo preliminar da necropsia do corpo do técnico em eletrônica Matheus Goldoni Ribeiro, 18, encontrado em uma cachoeira, no bairro Borboleta, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, nessa segunda, apontou que o rapaz morreu por afogamento. Ele foi encontrado após se envolver em uma briga e ser retirado da boate Privilége, na madrugada de sábado. Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, os laudos finais da necrospsia e da perícia serão concluídos dentro de 30 dias.

Na manhã desta terça, Ribeiro foi enterrado sob forte comoção de amigos e familiares no Cemitério Municipal de Juiz de Fora. Segundo a mãe da vítima, Nívia Goldoni Soares Ribeiro, 42, o filho nunca teve envolvimento com criminalidade e trabalhava formalmente em uma loja de telefones celulares. “Foi a segunda vez que ele foi à Privilége. Matheus era agitado, mas no sentido de ser brincalhão e gostar de aproveitar a vida. Mas não era agressivo nem se envolvia em brigas”, conta.

O delegado Rodrigo Rolli comanda as investigações. Ele deve ouvir nos próximos dias os depoimentos do dono da boate, os seguranças que retiraram Ribeiro do estabelecimento, familiares e amigos da vítima.

Posição. Em nota à imprensa, os donos da boate Privilége lamentaram o acontecimento e afirmaram que representantes da empresa já procuraram as autoridades “e reiteraram a posição de absoluta disponibilidade para qualquer esclarecimento que seja necessário ou que possa contribuir para a investigação do fato”.

Além disso, a nota afirma que “Matheus se envolveu em um desentendimento com um cliente, dentro da casa, na noite anterior e foi convidado a se retirar. Já do lado de fora, ele foi visto quebrando os retrovisores de alguns carros que estavam estacionados na rua. Em seguida, desceu correndo a Estrada Engenheiro Gentil Forn, não sendo mais visto”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave