Polícia investiga fotos de adolescente nua divulgadas pelo WhatsApp

Menina de 13 anos enviou imagens para celular de jovem de 19; suspeito foi ouvido e liberado por falta de provas; aparelho foi encaminhado para perícia

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Uma adolescente de 13 anos teve fotos nuas divulgadas na internet por meio do aplicativo WhatsApp. O caso é investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Patos de Minas, no Alto Paranaíba.

O principal suspeito tem 19 anos. Ele foi detido em casa, nessa segunda-feira (17). No entanto, nenhuma imagem ou texto comprometedor foram localizados no aparelho dele, segundo informações da delegada Tatiana Carvalho. "Ele a menor se conheceram há três meses, através de amigos comuns, mas se encontraram pessoalmente somente uma vez, e nunca tiveram qualquer contato íntimo", contou.

O suspeito admitiu ter dado continuidade à amizade com a adolescente apenas pelo aplicativo, e também ter pedido que ela lhe enviasse as fotos, mas nega ter compartilhado as imagens, que teriam sido apagadas em seguida. "Segundo a vítima, ela tirou uma foto de biquíni e uma nua, e mandou para ele", completou a delegada.

A história foi descoberta pelo ex-marido de uma tia da menor, depois de ele ouvir comentários na localidade de Areado, distrito de Patos de Minas. "Conhecidos dele lhe falaram que fotos nua da menina estariam rolando na internet. Ele foi ouvido e disse também ter visto as tais fotos". A Polícia Civil foi acionada e só depois a vítima contou toda a história para a família, que não conhece o suspeito, também morador da cidade.

As investigações prosseguem para saber se as imagens ainda são compartilhadas pelo WhatsApp.

O Jovem, que não tem passagens por outros crimes, foi ouvido e liberado, mas teve o celular apreendido para uma perícia mais detalhada. Quatro parentes da vítima já prestaram depoimento.

As penas para os crimes de pornografia infantil variam de um a seis anos de detenção.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave