PM prende trio que aterrorizava donos de sítios em Taquaraçu de Minas

No último sábado, criminosos tentaram sufocar um idoso de 82 anos; uma adolescente de 15 anos também pode ter participado de alguns crimes

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Três jovens, suspeitos de roubos a sítios em Taquaraçu de Minas, na região Central do Estado, foram presos na noite dessa segunda-feira (17). Os bandidos eram conhecidos pela agressividade com as vítimas durante os crimes.

De acordo com o sargento Idelfeu Moreira de Araújo, da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar de Sabará, após denúncias informando sobre uma onde de assalto em Taquaraçu de Minas, militares montaram uma operação e deslocaram para a cidade.

“Nossa equipe fez contato com algumas das vítimas em busca de informações que pudessem ajudar na localização dos bandidos. Com isso, chegamos a um jovem de 19 anos. No local em que o suspeito estava foram localizadas várias mercadorias de roubo”, explicou o militar.

Após a prisão do primeiro suspeito, os policiais conseguiram prender outros dois jovens, de 18 e 20 anos. Entre os produtos roubados estavam máquinas agrícolas e utensílios domésticos, que seriam vendidos para a compra de drogas.

Além do trio, uma menor de 15 anos foi conduzida à delegacia para prestar esclarecimentos. A adolescente, que é irmã de um dos homens e namorada do outro, teria participado de alguns assaltos com os ladrões.

“A garota, aproveitando da situação de ser menor de idade, quis proteger os maiores e tentou assumir toda a responsabilidade do crime, mas sabemos que ela não agiu sozinha”, disse Araújo.

Vítimas torturadas

Quando invadiam imóveis e se deparavam com moradores, o trio agredia as vítimas se não encontrasse produtos que lhe interessasse e dinheiro. No último sábado (14), os suspeitos invadiram o imóvel de um idoso de 82 anos que estava com a família.

“Bateram no senhor com facão e tentaram sufocar o homem. Além dele, a filha, e genro e a neta de 13 anos foram agredidos. A menina chegou a levar uma coronhada na cabeça. A família passou por atendimento médico e, por sorte, ninguém corre risco de morte”, disse o militar.

Ainda segundo o sargento, já na delegacia, os jovens acusaram o homem de 20 anos de ser o líder do grupo. “Seguimos no rastreamento de outros bandidos. Não descartamentos que mais pessoas tenham participado desses crimes”, finalizou o policial. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave