Réver quer voltar neste ano

Defensor alvinegro está fora da equipe desde agosto por causa de uma cirurgia no tornozelo

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Retorno. Réver faz exercícios na academia do Galo e não vê a hora de poder voltar a pisar no gramado e ajudar os companheiros de time
Bruno Cantini
Retorno. Réver faz exercícios na academia do Galo e não vê a hora de poder voltar a pisar no gramado e ajudar os companheiros de time

O capitão do título da Libertadores está voltando. Curado de uma lesão no tornozelo esquerdo, que, desde agosto, o afasta dos gramados, o zagueiro Réver iniciou, na semana passada, as primeiras atividades no campo. Mesmo em um momento intenso e decisivo de reta final do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, o jogador assinala a possibilidade de atuar novamente ainda neste ano. “Já estou fazendo uma transição. Acredito que até posso voltar neste ano para que, no ano que vem, esteja completamente zerado. É uma questão de segurança para que, em fevereiro, eu não precise passar por adaptações”, destacou o defensor alvinegro.

Os últimos meses não têm sido fáceis para Réver. No fim do ano passado, ele machucou o tornozelo numa partida contra a Portuguesa e precisou passar por um tratamento para ter condições de disputar o Mundial de Clubes, no Marrocos. Neste ano, o jogador voltou a reclamar de dores que, por várias vezes, o tiraram da equipe.

O problema médico, inclusive, fez suas chances de brigar por uma vaga na seleção de Luiz Felipe Scolari para a Copa desaparecerem. Depois, no início de agosto, em jogo contra a Chapecoense, Réver voltou a reclamar do incômodo e a decisão médica do clube foi por uma artroscopia.

Desde então, o zagueiro passou a conviver com fisioterapias sem, contudo, deixar de acompanhar a equipe e frequentar os vestiários. Mas o papel de espectador não tem sido fácil. “É difícil, uma sensação estranha de ficar só assistindo e não poder ajudar. Mas fico feliz com todos os resultados. Espero que possamos dar continuidade nos próximos jogos e, se possível, nos consagrarmos campeões da Copa do Brasil”, destacou Réver.

No dia 26, o Atlético decide a Copa do Brasil contra o rival Cruzeiro, no Mineirão. No primeiro jogo, o alvinegro venceu por 2 a 0. “A equipe está de parabéns, mas tem que deixar claro que ainda não terminou”, ressaltou.

Pupilo. Se a lesão fez o Galo perder seu capitão, por outro lado, ajudou o time a revelar um novo talento. O zagueiro da base Jemerson ganhou a titularidade e vem suprindo a falta de Réver. “Ele está bem. Nós sabíamos da qualidade, do futuro que ele tem. Bastava uma oportunidade para provar. Isso prova que nosso grupo é forte. Ele tem tudo para crescer no futebol”, destacou Réver.

E olha que o garoto nem tem recebido assim tantas dicas de seu experiente antecessor. “Com essa parte minha do tratamento não temos conversado muito, nem nos encontramos muito, a não ser uma exceção durante a semana, mas acredito que ele está sendo bem orientado pelo Leo, uma grande pessoa, que tem um histórico muito bonito no futebol”, afirmou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave