Prévia do PIB indica que Brasil saiu da da recessão técnica

Indicadores mostram melhora na atividade econômica

iG Minas Gerais |

Serviços. Com alta de 1,1%, setor puxa desempenho do PIB
charles silva duarte - 31.3.2009
Serviços. Com alta de 1,1%, setor puxa desempenho do PIB

São Paulo. A economia brasileira cresceu 0,2% no terceiro trimestre deste ano na comparação com os três meses anteriores, na série com ajuste sazonal, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica. De acordo com a empresa, isso sinaliza o fim da recessão técnica que marcou o primeiro semestre deste ano, após dois trimestres seguidos de contração.

Em relação ao terceiro trimestre de 2013, contudo, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro recuou 0,1%. Com o resultado, a atividade econômica do país acumula alta de 0,3% de janeiro a setembro em relação ao mesmo período do ano passado.

Pelo lado da oferta, a alta de 0,2% do PIB no terceiro trimestre foi puxada pelas altas de 1,1% no setor de serviços e de 0,8% na atividade industrial. Na direção contrária, houve recuo de 2,4% na agropecuária. Já do lado da demanda, os gastos do governo sustentaram a atividade econômica, com expansão de 0,7%.

Os investimentos e o consumo das famílias, no entanto, caíram 0,7% e 0,1% no terceiro trimestre, na comparação com o segundo trimestre.

Mesmo com a alta sinalizando o fim da recessão técnica, economistas da Serasa Experian avaliam que o resultado do terceiro trimestre ainda foi de fraco desempenho da atividade econômica. Em nota, os analistas afirmam que isso é resultado de um quadro conjuntural adverso que vem prevalecendo sobre a economia brasileira, caracterizado por taxas de juros elevadas, inflação escapando o teto da meta, baixo grau de confiança tanto de empresários quanto de consumidores e desaceleração do crescimento econômico mundial.

Prévia. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que serve como uma prévia do PIB calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também indicou melhora. Avançou 0,4% em setembro sobre agosto, atingindo o maior nível desde novembro do ano passado.

A expansão da economia no terceiro trimestre do ano foi de 0,59%, um pouco acima das projeções de 0,50%.

Dólar

Câmbio. A pesquisa Focus elevou as projeções para o dólar. A mediana para o fim de dezembro de 2014 passou de R$ 2,50 para R$ 2,53. Há um mês, estava em R$ 2,40. Para 2015, é de R$ 2,61.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave