Pagamento de dividendo está nebuloso

iG Minas Gerais |

Rio de janeiro e São Paulo. O diretor financeiro e de relações com investidores da Petrobras, Almir Barbassa, foi evasivo ontem ao responder sobre a possibilidade de a estatal não distribuir dividendos aos detentores de ações ordinárias. Questionado a respeito, o executivo afirmou que a companhia pretendia aguardar o resultado das apurações sobre os casos de corrupção para voltar a falar sobre dividendos.

“Prefiro esperar o valor que virá do cálculo que estamos fazendo. Neste momento, qualquer hipótese dessa natureza (não distribuir dividendos) seria muito prematura. Se o valor ficar no nível que estamos esperando neste momento, não esperamos efeito sobre dividendos”, afirmou o executivo, para em seguida reiterar que este não era o momento mais adequado para comentar sobre o assunto. Por não ter publicado o balanço auditado, a Petrobras não poderá, por ora, distribuir dividendos relativos ao terceiro trimestre.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave