Actavis pagará US$ 66 bi por Allergan, fabricante de Botox

Acordo foi costurado entre as duas para bloquear oferta hostil feita pela canadense Valeant, que no final do mês passado havia elevado para US$ 60 bilhões sua oferta pela americana Allergan

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A maior batalha do ano por uma aquisição no setor farmacêutico teve um desfecho nesta segunda-feira (17) com o acordo da irlandesa Actavis, que aceitou comprar a Allergan, fabricante do Botox, em uma transação avaliada em US$ 66 bilhões.

O acordo foi costurado entre as duas para bloquear a oferta hostil feita pela canadense Valeant, que no final do mês passado havia elevado para US$ 60 bilhões sua oferta pela americana Allergan.

A fabricante do Botox vinha resistindo fortemente, desde abril, à tentativa de compra da Valeant, que tem o apoio do investidor "ativista" Bill Ackman -que, por meio da Pershing Square, é o maior acionista do laboratório americano, com 10%.

Conforme o acordo entre Actavis e Allergan, o valor da oferta equivale a US$ 219 por ação, sendo cerca de 60% do negócio em dinheiro e o restante em ações. A transação, que está sujeita a aprovação dos órgãos reguladores, deve ser finalizada no segundo trimestre do ano que vem.

Combinadas, as duas companhias criarão uma das dez maiores farmacêuticas do mundo, segundo Brent Saunders, presidente da Actavis.

O presidente da Valeant, Michael Pearson, afirmou que a companhia iria estudar a oferta da Actavis, mas indicou que o novo preço é alto demais para uma contraproposta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave