Empresas da Lava Jato receberam R$ 11,4 bi do Orçamento desde 2004

Montante foi pago, entre 2004 e 2014, às empreiteiras Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, UTC, Engevix, Iesa, Mendes Junior e Galvão Engenharia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As nove empresas alvo da Operação Lava Jato, suspeitas de participar de um esquema de pagamento de propina a diretores da Petrobras, receberam R$ 11,4 bilhões do governo federal nos últimos 11 anos.

O levantamento, feito pelo portal Contas Abertas, focou nos gastos diretos do Executivo, por meio do Orçamento da União. Ou seja, não entram na conta estatais, autarquias e empresas públicas, por exemplo.

O montante foi pago, entre 2004 e 2014, às empreiteiras Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, UTC, Engevix, Iesa, Mendes Junior e Galvão Engenharia. Só a Queiroz Galvão e Odebrecht receberam, juntas, 57,1% dos R$ 11,4 bilhões. Cada uma delas levou R$ 3,2 bilhões nesse período, de acordo com o Contas Abertas.

Logo atrás, a Camargo Corrêa foi beneficiada com R$ 1,9 bilhão. A Galvão Engenharia recebeu R$ 1,2 bilhão, seguida por Mendes Junior (R$ 861,3 milhões); OAS (R$ 775,7 milhões); Engevix (R$ 122,6 milhões); Iesa (R$ 71,4 milhões).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave