Ex-gerente da Petrobras aceita pagar US$100 milhões

Com acordo de delação premiada fechado, Pedro Barusco vai contar detalhes sobre o esquema de corrupção controlado pelo ex-diretor Renato Duque

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Ex-gerente executivo da Diretoria de Serviços da Petrobras Pedro Barusco decidiu aceitar o acordo de delação premiada em que assume o compromisso de devolver US$100 milhões e esclarecer detalhes sobre o esquema de corrupção dentro da estatal. As informações foram publicadas pelo "Estadão".

Caso seja homologado pela Justiça, o valor da restituição será o maior já alcançado em um acordo com um empregado da estatal. Pedro Barusco é considerado pela Polícia Federal como peça-chave da investigação que apura o esquema de corrupção na Petrobras. O ex-gerente deve apontar os detalhes de como era desencadeado o esquema controlado pelo ex-diretor Renato Duque

Com acordo, Barusco sai da lista de prisões decretadas pelo juiz federal Sérgio Moro. O valor da restituição, caso seja homologado pela Justiça, será o maior já fechado com um empregador da estatal.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave