Corinthians vence, supera trauma com lanternas e continua perto do G4

Com o resultado, a equipe de Mano Menezes, que está de olho em uma vaga na Libertadores, chegou aos 60 pontos, na quinta colocação

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Paulão conseguiu fazer um belo gol de bicicleta para sacramentar o triunfo do Colorado
Divulgação/Internacional
Paulão conseguiu fazer um belo gol de bicicleta para sacramentar o triunfo do Colorado

O Corinthians superou as dificuldades que tinha em confrontos contra os últimos colocados da tabela e derrotou o Bahia por 2 a 1 na tarde deste domingo (16), em Salvador, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória na Arena Fonte Nova, o time paulista amenizou este mau retrospecto e chegou a dez dos 21 pontos que disputou contra os rivais que atualmente estão na zona de rebaixamento. Mas,o feito não colocou novamente os corintianos de volta ao G4. Com o resultado, a equipe do técnico Mano Menezes, que está de olho em uma vaga na Libertadores, chegou aos 60 pontos, na quinta colocação.

A pontuação é a mesma que Grêmio e Internacional, quarto e terceiro lugares, respectivamente, mas os paulistas ficam fora do grupo por levarem desvantagem nos critérios de desempate.

Já o Bahia completou nove rodadas sem vencer (agora são dois empates e sete derrotas). Assim, a equipe baiana continuou em penúltimo lugar na classificação, com 31 pontos.

Superior tecnicamente e melhor postado em campo, o Corinthians tirou proveito da fragilidade do adversário e da pressão que o Bahia enfrenta devido à sua situação na tabela para controlar bem o confronto, principalmente, no primeiro tempo.

Estrategicamente, a equipe paulista impunha forte marcação no meio de campo para roubar a bola e sair nos contra-ataques. Assim, não deixava o Bahia chegar à sua área e ainda encontrava espaços na defesa baiana para criar chances de marcar. Porém, ora errava no último passe ora nas finalizações.

Mas, aos 24min, a proposta surtiu efeito. Após rápida reposição do goleiro Cássio, Malcom partiu sozinho desde o meio de campo e, na saída do goleiro Marcelo Lomba, chutou cruzado para fazer 1 a 0.

Antes do intervalo, o Bahia se lançou ao campo de ataque em busca do empate e chegou a pressionar os corintianos nos minutos finais. Galhardo, em cobrança de escanteio, acertou o travessão do time paulista.

Logo em seguida, Cássio fez bela defesa em chute de Bruno Paulista e evitou a igualdade. Enquanto isso, o Corinthians continuou a cometer os mesmos erros nos contragolpes.

Os visitantes continuaram melhor no segundo tempo, apesar de ainda pecarem na hora do último passe. Com mais posse de bola, os comandados do técnico Mano Menezes conseguiram cadenciar bastante o jogo quando estavam no campo de ataque e tiveram mais presença ofensiva.

No entanto, em um vacilo na marcação, sofreu o empate em uma descida rápida do Bahia. Aos 24min, Willian Barbio, que havia acabado de entrar, cruzou rasteiro para Kieza, que se antecipou ao zagueiro Felipe e igualou o marcador.

Precisando da vitória, Mano Menezes então promoveu a entrada de Danilo e Gustavo Tocantins. E o primeiro foi fundamental na jogada do gol decisivo da partida. Aos 38min, Danilo cruzou para Renato Augusto, que cabeceou no contrapé de Marcelo Lomba e fechou o placar de 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

BAHIA

Marcelo Lomba, Railan, Lucas Fonseca, Titi e Pará (Henrique); Fahel, Bruno Paulista, Rafael Miranda (Rômulo), Galhardo (Wiliam Barbio) e Guilherme Santos; Kieza. Técnico: Charles Fabian.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Fábio Santos (Uendel); Ralf, Bruno Henrique, Petros (Danilo) e Renato Augusto; Malcom e Luciano (Tocantins) T.: Mano Menezes.

Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador Gols: Malcom, aos 24 min do 1º tempo; Kieza, aos 24, e Renato Augusto, aos 38min do 32º tempo Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO) Cartões amarelos: Railan e Fahel (BAH); Fábio Santos e Petros (COR)

Leia tudo sobre: corinthiansbahiabrasileira