Parada gay do Rio terá comida sustentável e serviços à população

Quem estiver na orla poderá fazer testes para saber se tem hepatite B ou aids, e tomar vacinas para se prevenir contra hepatites B e C

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) do Rio de Janeiro, prevista para desfilar na orla de Copacabana, zona sul da capital, a partir das 15h de hoje (16) contará com serviços de saúde e sociais, além de projetos sustentáveis.

Quem estiver na orla poderá fazer testes para saber se tem hepatite B ou aids, e tomar vacinas para se prevenir contra hepatites B e C. Um ônibus da Defensoria Pública vai emitir certificações e segunda via de documentos.

Participantes e simpatizantes do movimento LGBT também vão poder experimentar sabores de receitas de gastronomia sustentável e conhecer projetos socioambientais promovidos pela Secretaria de Estado do Ambiente.

Serão oferecidas comidas e bebidas feitas com cascas, talos e raízes, como sucos de casca de maracujá com gengibre, suco de casca de abacaxi com talos de hortelã. Haverá, no local, oficinas de bolsas para preservativos, utilizando CDs descartados, de pulseiras de lacres de latinhas de alumínio, garrafas PET, retalhos e fitas.

O percurso da caminhada será pela Avenida Atlântica, pista da área de lazer, do Posto 5 ao Posto 2. A operação de trânsito contará com agentes da Guarda Municipal, que vão orientar e controlar o tráfego.

A prefeitura montou esquema especial de trânsito e transportes, que será mantido até o fim do evento, com a liberação das vias prevista para as 22h. O Centro de Operações Rio vai monitorar toda a área do evento, com câmeras, para possíveis ajustes na programação dos semáforos, com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito.

AGÊNCIA BRASIL

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave