Ex-diretor divulgou lista das prisões de empresários de empreiteiras

Costa disse em juízo que todas as empresas pagavam suborno em troca da obtenção e manutenção dos contratos; entre os partidos beneficiados, estavam PT, PMDB e PP

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O roteiro que levou executivos de algumas das maiores empreiteiras do país à prisão nesta sexta-feira (13) foi fornecido pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. A entrega foi feita à Justiça Federal do Paraná no dia 8 de outubro para utilização na sétima fase da Operação Lava Jato.

Quase todos os empresários e executivos presos haviam sido citados nominalmente por Costa. Na lista, fornecida em outubro, Costa afirmou que as Odebrecht, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Iesa, Engevix, Mendes Júnior e UTC participaram do chamado "cartel" da Petrobras.

Costa disse em juízo que todas as empresas pagavam suborno em troca da obtenção e manutenção dos contratos. Entre os partidos beneficiados, estavam PT, PMDB e PP.

De acordo com a Justiça, foi a partir dos depoimentos de Julio Camargo e Augusto Ribeiro de Mendonça Neto que os procuradores da Operação Lava Jato e a PF conseguiram as provas que levaram à prisão de Renato Duque.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave