OABprev planeja atingir R$ 100 milhões em arrecadação

Plano de previdência dos advogados tem 7.500 participantes em 11 Estados com R$ 85 milhões

iG Minas Gerais | Helenice Laguardia |

Foco. Presidente da OABprev/MG, Armando Bello, tem plano de previdência privada há 13 anos e já fez um para a filha quando ela nasceu
MARIELA GUIMARAES / O TEMPO
Foco. Presidente da OABprev/MG, Armando Bello, tem plano de previdência privada há 13 anos e já fez um para a filha quando ela nasceu

“Previdência é assunto para jovem. Aposentadoria é assunto para idoso”, costuma dizer o presidente da OABprev/MG – fundo de pensão da Ordem dos Advogados do Brasil – o advogado Armando Bello, 45. Para ele, se o jovem não tiver previdência, não vai ter aposentadoria complementar, vai viver só com o INSS. É por isso que Bello – na direção da OABprev pelos próximos três anos – quer atingir ao menos 10% do número de advogados inscritos na OAB/MG para um plano de previdência complementar, isso sem contar os familiares. Atualmente, são 80 mil advogados ativos no Estado.

Mesmo sendo um fundo jovem, a OABprev já tem, até setembro deste ano, R$ 85,5 milhões arrecadados no fundo garantidor de 7.500 participantes em 11 Estados que a entidade vende o plano, a maioria deles em Minas Gerais. Mas Bello quer atingir os R$ 100 milhões no início de 2015.

Em 2004, ano de fundação da OABprev, eram R$ 5,4 milhões. “Então, crescemos 1.481,12% na evolução acumulada”, calcula. Bello explica que o volume de vendas de planos de previdência tem aumentado, e a OABprev teve uma boa rentabilidade da aplicação financeira.

Isso porque os recursos estão aplicados em fundos de renda fixa. “Temos uma rentabilidade acumulada de 49,13% de 2010 até agora, enquanto a poupança rendeu 39,52% no mesmo período e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi de 32,06%”, compara o advogado.

Com uma contribuição mínima do participante de R$ 150 e um tíquete médio de R$ 330, a arrecadação em setembro atingiu R$ 1,93 milhão – em comparação com o montante de janeiro de 2014, cresceu 25,3%. “E em setembro entraram 180 novos participantes no OABprev/MG”, conta Bello, que quer fazer a proteção total para o advogado que aderir ao plano incluindo morte e invalidez.

De acordo com Bello, a previdência por vínculo associativo é um dos grandes avanços em matéria de previdência complementar no Brasil, por ela ser mais vantajosa. É que, segundo Bello, o banco – que também oferece planos de previdência privada – tem acionistas, precisa dar lucro, enquanto a entidade não tem que dar lucro e o foco é sempre no participante. “Em geral os bancos têm duas taxas: a de carregamento (que incide sobre a contribuição) e a de administração (incidente sobre o fundo individual anual de cada participante)”, compara.

Na OABprev não existe taxa de carregamento, somente a de administração. “Falo para todo mundo fazer uma pesquisa de mercado, porque sempre a nossa é mais vantajosa”, conclui.

Grandes números

R$ 1,93 milhão arrecadação da OABprev/MG em setembro deste ano

80 mil advogados ativos existem em Minas Gerais

3.000 advogados entram no mercado por ano só em Minas Gerais

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave