Novos selos difundem obras

iG Minas Gerais |

Panorama. Com “Formas Breves”, Carlos Henrique Schroeder apresenta a literatura brasileira contemporânea
CHAN WEART
Panorama. Com “Formas Breves”, Carlos Henrique Schroeder apresenta a literatura brasileira contemporânea

Assim como o Formas Breves, editado por Carlos Henrique Schroeder, outros selos estão ampliando a oferta de e-books criados a partir de recortes variados. Se o primeiro, baseado na ideia de publicar um novo conto a cada semana, desde fevereiro, já trouxe a público textos de Carola Saavedra, André Sant’Anna, Marcelino Freire, Santiago Nazarian, entre outros, o JOTA, da escritora Noemi Jaffe, pretende acrescentar novos nomes a esse cenário.

Inaugurado na última terça-feira, com o lançamento de “O Capricórnio se Aproxima”, de Flávio Cafiero, o projeto vai se ancorar em desafios propostos por Jaffe aos escritores, e deverá acolher profissionais com menor visibilidade.

“Com exceção de Cafieiro, que inclusive concorreu agora ao Prêmio São Paulo de Literatura, o foco será em autores que não têm ainda muita repercussão. A cada um eu proponho um exercício. O Flávio, por exemplo, teve que escrever esse livro sem usar adjetivos. O próximo será de Samir Mesquita. Ele foi provocado a narrar a mesma cena sob 50 pontos de vista diferentes”, conta Noemi Jaffe.

Ela sublinha que as estratégias são inspiradas nas ações do grupo OuLiPo, do qual participava Italo Calvino e Georges Perec. “Isso leva a experimentações formais, textuais, semânticas e rítmicas no processo de criação dessas narrativas”, explica a escritora que em agosto lançou “comum de dois”, apenas em e-book, pela editora e-galáxia, e deixa uma dica sobre essa experiência.

“Quanto melhor um texto for escrito para um tipo específico de mídia, menos concorrência ele terá com outros semelhantes”, diz.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave