Estudante chama motorista de 'macaco' e é preso

Motorista chamou dois guardas municipais que estavam na rodoviária para controlarem a situação, mas jovem passou a ofendê-los também

iG Minas Gerais | Folhapress |

Um estudante de 19 anos foi preso em flagrante na noite de quinta-feira (13) em São José do Rio Preto (a 254 km de São Paulo) por suspeita de ter cometido injúria racial, dano ao patrimônio público, ameaça, resistência e desacato à autoridade.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, o caso aconteceu por volta das 22h30 na rodoviária da cidade.

De acordo com o registro da polícia, o estudante embarcou em um ônibus do transporte coletivo urbano, e por motivo desconhecido, começou a ofender o motorista com injúrias raciais.

"Aí, seu macaco, tudo isso está acontecendo porque você é preto e seu lugar é na selva", disse o rapaz, de acordo com a polícia.

O motorista chamou dois guardas municipais que estavam na rodoviária para controlarem a situação.

No entanto, ainda segundo o boletim de ocorrência, o jovem continuou ofendendo o motorista, passando a desacatar também os guardas.

Na primeira tentativa de prender o estudante, ele, já dentro do carro, se desvencilhou dos guardas, saiu e chutou uma das lanternas do veículo, que foi quebrada.

Ele foi encaminhado ao plantão policial, onde foi estipulada fiança de R$ 1.000.

Como a fiança não foi paga, o rapaz foi encaminhado ao CDP (Centro de Detenção Provisória) de Rio Preto, onde permanecia até a tarde deste sábado (15).

A polícia não soube informar se o estudante já tem advogado constituído.

Leia tudo sobre: racismoinjúria