Brasileiros são os mais dispostos a se reeducar

Pesquisa mostra que 89% da população mudaria seus hábitos

iG Minas Gerais | da redação |

Só 19% conseguem mudar de fato
arquivo stockpert
Só 19% conseguem mudar de fato

Apesar de 75% dos cidadãos das Américas desejarem realizar mudanças na sua alimentação, apenas 19% conseguem fazer essas alterações com sucesso. Os brasileiros são os mais dispostos: 89% mudariam seus hábitos alimentares.

Os dados são da pesquisa organizada pela Win Américas intitulada “Percepção e Realidade – Um estudo sobre a obesidade nas Américas”, realizada em nove países do continente americano (Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Equador, Estados Unidos, México, Panamá e Peru), que representam 90% da população da região.

No Brasil, a pesquisa foi conduzida pelo Conecta, plataforma web do Ibope Inteligência. Depois dos brasileiros, os norte-americanos e canadenses aparecem com 77% e 76%, respectivamente, de disposição para mudar os hábitos. Por outro lado, os mexicanos se mostram muito resistentes: 50% não querem mudar sua maneira de se alimentar.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 1980 a obesidade mais do que dobrou no mundo todo, sendo que 65% da população mundial vive em países onde o sobrepeso e a obesidade causam mais vítimas do que a desnutrição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave