Com Spin Activ, Chevrolet quer novos consumidores

Marca adiciona penduricalhos off-road ao seu monovolume para atender ao público que curte o visual aventureiro

iG Minas Gerais | Márcio Maio |

Chevrolet Spin Activ 2015
Chevrolet/Divulgação
Chevrolet Spin Activ 2015

O brasileiro parece cada vez mais atraído pelo visual despojado e aventureiro quando o assunto é carro. O sucesso dos utilitários-esportivos faz com que as fabricantes aproveitem automóveis de outras categorias para ganhar suas versões com estética off-road. Caso da minivan Spin, que acaba de receber a configuração Activ. Depois de perceber que cerca de 20% do público que busca uma minivan procura modelos com esse apelo visual, a Chevrolet agora espera ampliar as vendas da Spin em algo próximo a esse número. E acredita que a nova configuração deva chegar a responder, em breve, por 25% das unidades emplacadas – atualmente, a média é de 3.000 mensais.

O Spin Activ caracteriza-se principalmente pelos elementos decorativos. Na frente, o para-choque foi redesenhado. Os faróis de neblina têm molduras em preto brilhante, e os faróis ganham máscara negra. O perfil se destaca pelas rodas de liga leve diamantadas de 16 polegadas, molduras de proteção nos para-lamas, um largo decalque na base das portas e barra longitudinal no teto. Retrovisores externos e coluna central pretos e adesivos alusivos à versão completam o visual. Na traseira, o que mais chama atenção é o estepe fixado na tampa do porta-malas.

Por dentro, os bancos têm desenho exclusivo, e uma moldura prateada no centro do painel envolve o sistema multimídia MyLink, com tela de sete polegadas, de série na Activ. Além dele, itens como ar-condicionado, direção hidráulica, retrovisores e vidros elétricos e sensores de estacionamento traseiros saem de fábrica. O modelo dispõe ainda de uma extensa lista de acessórios, que inclui tablet de sete polegadas com suporte para encosto de cabeça e câmera de ré e módulo de TV compatíveis com o sistema MyLink.

Sob o capô está o mesmo motor 1.8 de 106/108 cv a 5.400 rpm, com gasolina e etanol, que equipa as outras versões da minivan. O torque, de 16,4/17,1 kgfm com os mesmos combustíveis, aparece em 3.200 rpm. Já a transmissão pode ser manual de cinco velocidades ou automática de seis, sendo esta última uma nova calibração da GF6, que é utilizada nas outras versões da Spin. Segundo a marca, ela proporciona trocas de marchas em tempo 50% menor e reduções duplas e até triplas. Nesta versão, a minivan ainda fica 8 mm mais alta, em função da adoção de rodas maiores. Além disso, os pneus são mais largos e de perfil baixo, de uso misto. Com a nova distribuição de peso da versão Activ, uma nova calibração de suspensão, com molas e amortecedores de acertos específicos, foi providenciada.

Valores

Em comparação com a configuração de topo LTZ, a Spin Activ é R$ 100 mais cara, com câmbio manual ou automático. Mas só leva cinco ocupantes, enquanto a LTZ tem uma terceira fileira de bancos, capaz de acomodar mais duas pessoas. Com o pedal da embreagem, a Activ custa iniciais R$ 62.060. Sem ele, a conta sobe para R$ 65.860.

 

Leia tudo sobre: ChevroletSpinminivanActivaventureiramonovolume