A excêntrica e bela joia do Cáucaso

Dono de uma riqueza petrolífera, país tem na herança cultural o seu principal atrativo

iG Minas Gerais | Katina Alayi |

As fontes são um atrativo em Baku, que chamam a atenção pelos diferentes formatos
Turismo do Azerbaijão/Divulgação
As fontes são um atrativo em Baku, que chamam a atenção pelos diferentes formatos

O Azerbaijão é um país pequeno territorialmente – no passado, perdeu 15% de seu território em uma guerra com a Armênia –, com uma grande riqueza, o petróleo, e uma diversidade de cenários, das montanhas verdejantes às nevadas, que se limita com Geórgia, Rússia, Turcomenistão, Irã e a citada Armênia. Banhado pelo mar Cáspio – de onde se retira o melhor caviar do mundo – , faz parte da região turística do Cáucaso. Portanto, quem compra um pacote para lá geralmente combina o país com Geórgia e Armênia.

O Azerbaijão é uma ex-república soviética que declarou independência em agosto de 1991, no passado foi colonizado pelos turcos, persas, árabes, mongóis, russos e otomanos. Rota do Oriente para se chegar à Terra do Fogo, assimilou essas culturas de maneira curiosa. Hoje, mais aberto ao mundo, o país aposta no turismo.

Há muito para apreciar no Azerbaijão: o palácio dos Xás de Chirvan, fortalezas medievais dos séculos XV e XVII, como a torre da Donzela, mesquitas, lagos de sal e uma cozinha para deleitar o mais exigente dos gourmands. Algo imperdível são as caravanseray, hospedagens das caravanas que levavam a seda da China à Europa.

A capital

Baku, a porta de entrada, é um canteiro de obras, uma cidade com um boom de crescimento similar a Dubai, com hotéis luxuosos, lojas de grife, shoppings e até uma pista de Fórmula 1 – o país já sinalizou a sua entrada na disputa automobilística a partir de 2016. O Ministério do Turismo aponta sua mira para os países do Ocidente, em especial para a América Latina, apostando inclusive nos brasileiros que curtem uma cultura exótica, diferente. A fama de gastador do brasileiro corre o mundo e chegou ao Cáucaso – operadoras como a Cáucaso Tour participaram em setembro pela primeira vez da Abav Expo Internacional para firmar parcerias e divulgar o destino.

O Azerbaijão tem ainda a seu favor o crescimento de 50% na venda de pacotes no Brasil para os destinos exóticos, encabeçados por Tailândia, Dubai e Egito. “O turista que já fez Estados Unidos, Europa e outros países mais badalados procura por destinos diferenciados. O Azerbaijão está em uma região riquíssima, tem hotéis maravilhosos e excelentes lojas de grife”, frisa Vilma Alagiyawanna, da VTours, que representa a operadora Queensberry em Minas Gerais.  

Quem leva

Operadora. Queensberry Viagens. Consulte seu agente de viagens e peça esse pacote ou acesse queensberry.com.br

Roteiro. “Encantos do Azerbaijão”. São sete dias e seis noites de viagem pelas cidades mais instigantes da ex-república soviética, visitando as cidades de Baku, Qobustan, Shamakhi, Ismaylli e Sheki. O programa sai a partir de partir de US$ 3.050 por pessoa em quarto duplo e compartindo serviços. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave