Cinema com Roberta Sá

iG Minas Gerais | Jéssica Almeida |

Hábito: Roberta Sá gosta de ter os filmes que aprecia e revê-los de tempos em tempos
Mauricio Santana
Hábito: Roberta Sá gosta de ter os filmes que aprecia e revê-los de tempos em tempos
Na cabeça da cantora Roberta Sá, cinema e música são artes complementares. “Às vezes, ouço uma canção e imagino um filme... outras, ver um filme me desperta uma música”, diz. Não por acaso, ela é uma das atrações que sucedem as sessões de cinema ao ar livre do festival Vivo Open Air, que vai até 30 de novembro. A potiguar radicada no Rio sobe ao palco após a exibição do longa “Trapaça” (American Hustle, 2013), neste sábado (15).   Roberta traz a BH o show da turnê de seu quinto disco, “Segunda Pele”. “É um passeio pelo repertório de todos os discos, mas com maior enfoque no mais recente”, diz ela, que desde o fim do ano passado vem trabalhando no seu sucessor.    O crítico Mauro Ferreira publicou em seu blog, “Notas Musicais”, que o projeto traria sambas inéditos de autores ligados ao universo pop, como Adriana Calcanhotto, Marina Lima e Zélia Duncan. Questionada a respeito da proposta, ela desconversa. “Não sei como o Mauro descobre essas coisas, às vezes ela sabe até mais do que eu”, brinca. “Eu quero fazer o disco bem devagar, de forma bem cuidadosa e as coisas mudam no processo. Só posso afirmar que vai ficar pronto no ano que vem”.   Homenagens   Por falar em samba, foi em uma homenagem ao ritmo que completa 100 anos em 2016 que Roberta diz ter tido um dos grandes presentes de sua carreira. Entre os meses de março e maio deste ano, ela integrou o projeto “Viva o Samba”, e fez uma série de shows ao lado de Diogo Nogueira, Alcione e Martinho da Vila. “Além de serem artistas maravilhosos que admiro muito, são pessoas delicadas, amorosas, generosas, ganhei amigos pra vida inteira. Espero que aconteça de nos encontrarmos várias vezes”, declara.   Outro que ela homenageia em 2014 é o septuagenário Chico Buarque. Além de ter comemorado sua chegada aos 70 em dois shows em Salvador no mês de agosto, ao lado de Marina de la Riva e MPB4, a voz de Roberta Sá está na faixa “A Rosa” do recém-lançado “Samba Social Clube ao Vivo Volume 6 – Uma Homenagem a Chico Buarque”. “Eu adoro cantar Chico, que para mim é uma grande referência e merece todas as homenagens. Essas datas redondas servem para relembrar a obra, reverenciar e festejar quem admiramos”, diz.     Roberta Sá No festival Vivo Open Air.  Mirante Olhos D’Água (r. Gabriela de Melo, s/n, Olhos D’Água, 4003-1212). Neste sábado (15), às 23h30. R$ 40 (inteira)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave