Grau de investimento do país será mantido

A situação da Petrobras, porém, não é tão tranquila. A empresa pode perder o grau de investimento em função das novas denúncias de corrupção

iG Minas Gerais |

São Paulo. A Presidente da Standard & Poor’s Ratings Services Cone Sul, Regina Nunes, afirmou que o Brasil não corre o risco de deixar de ser grau de investimento no curto prazo. Segundo ela, o que poderia causar esse rebaixamento esta exclusivamente ligado à política fiscal. “Se estivesse no nosso horizonte que o Brasil pudesse ser rebaixado em um curto espaço de tempo, isso estaria refletido na classificação. O Brasil deixar de ser grau de investimento está exclusivamente ligado à política fiscal. O país tem de fazer ajustes fiscais que estão embutidos na nossa avaliação”, disse ela durante palestra no 35º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, promovido pela Associação Brasileira das Entidades de Previdência Complementar (Abrapp).  

A situação da Petrobras, porém, não é tão tranquila. A empresa pode perder o grau de investimento em função das novas denúncias de corrupção. A avaliação é de Leandro Martins, analista chefe da Walpires Corretora. “Meus clientes aqui na corretora estão vendo tudo isso de forma muito pessimista, com muita apreensão. Infelizmente, a ingerência do governo vem atrapalhando demais a companhia”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave