Polícia localiza foragido da Justiça através de foto publicada na web

Suspeito tinha mandado de prisão em aberto e foi localizado por meio de uma foto postada nas redes sociais

iG Minas Gerais | Da redação |

Foto ajudou a localizar o suspeito
Polícia Civil/Divulgação
Foto ajudou a localizar o suspeito

A topografia de um conjunto de montanhas que aparecia ao fundo de uma foto postada em uma rede social serviu de pista para que a Polícia Civil localizasse e prendesse E. D. R. S., de 20 anos, no início da tarde desta sexta-feira (14), na cidade de Mathias Lobato, próximo a Governador Valadares, no Vale do Rio Doce.

Ele é acusado de ser o mentor do assassinato de João Júnior  Silva Fraga, de 21 anos, morto com requintes de crueldade, no dia 2 de setembro, quando suspeito teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e estava foragido desde então. Ele atuava no tráfico de drogas e confessou ter assassinado João Júnior porque a vítima tinha ficado com o dinheiro arrecadado com a revenda de drogas de sua propriedade.

No dia em que foi executado, João Júnior teria sido convidado a ir até a casa do suspeito para beber, tendo como companhia ainda A. C. M., de 25 anos, e M. C. C., de 19. Os três renderam e espancaram a vítima até deixá-la desacordada, tendo Everton ainda cravado uma faca em seu coração. O corpo de João Júnior foi jogado em uma vala e coberto por folhas, no pasto localizado aos fundos da casa de Everton. 

Uma denúncia levou os policiais civis da equipe da Delegacia de Governador Valadares ao local, no dia 4 de setembro, ocasião em que o corpo foi localizado. Everton conseguiu fugir, mas Alexandre e Matheus terminaram presos. Todos os envolvidos tiveram a prisão preventiva decretada por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Comoção

A grande comoção social causada na população da cidade levou o superintendente de Investigação e Polícia Judiciária, Jeferson Botelho, a determinar que a equipe da superintendência atuasse no caso, quando foi verificado que, mesmo foragido da Justiça, Everton continuava postando fotos em uma rede social.

O estudo das características do conjunto de montanhas que aparecia ao fundo das fotos revelou que Everton estaria na própria região de Governador Valadares, mais precisamente nas proximidades das cidades de Mathias Lobato e Frei Inocêncio.

Um padrão de água, também visível nas fotos, por fim, possibilitou localizar também o bairro e até o prédio de três andares, em construção, onde Everton atualmente estaria trabalhando.  Ele recebeu voz de prisão no local e confessou o crime, sendo encaminhado para o Presídio de Governador Valadares.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave